Se você curte séries do gênero drama, já pode começar a assistir

E aí galera, tudo bem?

Esse mês contou com a volta de uma série ainda desconhecida por algumas pessoas: Ray Donovan. Eu descobri ela esse ano por indicação de um amigo cinéfilo. Pra quem não sabe, a trama é centralizada em Ray Donovan, interpretado por Liev Schreiber, e nos seus conflitos profissionais e pessoais.

O personagem trabalha em um escritório de advocacia chamado Goldman & Drexler como fixer, vulgarmente falando. Um fixer nada mais é do que alguém que cuida de subornos e pagamentos de policiais, governantes ou outros corruptos a fim de evitar a punição de quem está protegendo.

No caso de Ray, ele representa diversos famosos de Los Angeles, ou seja, basicamente ele precisa limpar a sujeira ou as burradas que são feitas por essas pessoas ricas e poderosas.

Com uma profissão cheia de problemas, muitos deles acabam afetando sua esposa, filhos e irmãos, fazendo com que dificilmente eles consigam ter uma boa relação e momentos de paz.

Pra piorar, a vida do fixer fica “um pouquinho” mais complicada quando o seu pai, Mickey Donovan, interpretado por Jon Voight (pai de Angelina Jolie), é liberado da prisão após um tempo condenado e resolve retornar à família.

Confuso, não? Por isso, quem gosta de séries com muitos conflitos tem tudo pra gostar de Ray Donovan e com os motivos que eu listarei abaixo, tenho certeza que você vai sair correndo pra assistir!

O OUTRO LADO DO MUNDO DA FAMA

Foto: Reprodução

O que mais vemos na televisão e cinema é a vida perfeita de Hollywood. Só que a série faz questão de mostrar o outro lado nada perfeito das celebridades. Vícios, comportamentos violentos e segredos bem conturbados de pessoas públicas é o que você verá.

FAMÍLIA NÃO TÃO MARAVILHOSA ASSIM

Foto: Reprodução

Vendo de longe até parece que a vida de Ray é incrível. Rico, com uma esposa linda, dois filhos (uma menina e um menino), irmãos, casa grande, carrão, etc. Entretanto, o jeito frio e calculista do personagem + os problemas profissionais que parecem não ter fim, levam sua família cada vez mais ao fundo do poço. Uma das coisas que a série mais gosta de ilustrar é como Ray precisa ter jogo de cintura pra conciliar o profissional e pessoal, proteger sua família e lidar com a fase adolescente dos filhos.

INTERPRETAÇÕES FANTÁSTICAS

Foto: Reprodução

Cada vez que eu assisto ela, penso que não poderiam ter selecionado atores melhores pra desempenhar cada um dos papeis. Liev Schreiber ficou conhecido por fazer parte do elenco de filmes como Pânico e X-Men Origens: Wolverine, e agora como Ray Donovan, parece que o ator se encontrou na televisão, dando um show com uma interpretação fria e cheia de suspense. Por outro lado, Jon Voight que faz o Mickey, já ganhou Oscar de Melhor Ator no filme “Amargo Regresso” e recebeu diversas indicações durante sua carreira. A ironia e a sua forma atrapalhada de lidar com os problemas são as características mais marcantes como pai de Ray.

TEMAS POLÊMICOS DE UMA SÓ VEZ

Foto: Reprodução

Se você acha que a série só fica presa em conflito de família e profissão, está enganado (a). Vários temas bem complexos de serem abordados na televisão são mostrados na série. Infidelidade, drogas, homossexualidade, violência e religião são apenas alguns que aparecem sem medo na história.

PERSONAGEM FEMININA TAMBÉM TEM VEZ

Foto: Reprodução

A esposa de Ray, Abby, interpretada por Paula Malcolmson, não fica calada diante das confusões que o seu marido se envolve. Ela constantemente faz cobranças ao marido e embora tente muito salvar seu casamento, não deixa de seguir em busca da sua felicidade e suas convicções, mostrando certa independência. A filha do casal, Bridget, interpretada por Kerris Dorsey, também não é do tipo que gosta de levar ordens e não abre mão de realizar as suas vontades e sonhos.

Pronto! Já deu pra perceber quanto suspense e conflitos irresistíveis a série carrega, né? Se você ficou afim de começar a assistir, Ray Donovan está na sua 5ª temporada e as 4 anteriores já estão disponíveis na Netflix.

Share:
Written by Camila Paroche
Camila, 22 anos, São Paulo. Publicitária, criadora de conteúdo, apaixonada por entretenimento e tudo o que possa me desenvolver! Meu hobby? Música, filmes, séries, livros, fotografia e cuidar desse blog lindo haha ♡ Me acompanhe mais pelo Instagram: @camilaparoche